Submarino não tripulado captura imagens de água-viva fantástica nas Fossas das Marianas
15 de maio de 2016 – 08:23 | Comente!

Parece um alienígena de filmes de ficção, mas é mais uma das descobertas do NOAA a bordo do navio Okeanos Explorer, controlando um submarino não-tripulado nas Fossa das Marianas.
A água-viva apareceu de repente na frente …

Leia a matéria completa »
Destaques

Matérias e montagens com destaques exibidas no Aqualize serão divulgadas através desta categoria. Vote nas matérias para que possamos destacá-las!

Fauna

Fichas, catalogação, descobertas, tudo relacionado a Fauna Aquática é listado aqui.

Flora

Fichas, catalogação, descobertas, tudo relacionado a Flora é listado aqui.

Marinhos

Aquários de água salgada, peixes, corais, invertebrados, encontre tudo que você precisa ler.

Plantados

Montagens de aquários plantados e a luta contra as algas. Verifique se você está fazendo tudo certinho para não ter problemas.

Home » Destaques

Hapalochlaena maculosa, a beleza mortal de um Cefalópode.

Publicado por @ 17 de março de 2010 – 14:451 Comentário

Hapalochlaena maculosa, a beleza mortal de um Cefalópode.

Dentre os animais do reino marinho, recebem destaque por sua sagacidade e inteligência os membros da família dos Octopodidae, mais especificamente os Cefalópodes (Cephalopoda, do grego kephale, cabeça + pous, podos, pé) da classe de moluscos marinhos populadas por polvos, as lulas e os chocos. Os cefalópodes, invertebrados rápidos, apresentam o corpo dividido em cabeça, massa visceral e tentáculos, e já foram filmados utilizando ferramentas complexas, da mesma forma que quando confrontados com quebra-cabeças para fuga ou alimentação resolveram-nos com maestria.

Os cefalópodes apresentam um corpo com simetria bilateral, uma cabeça e olhos bem desenvolvidos, a boca redonda de um bico quitinoso e rodeada por braços e tentáculos, é também na boca que existe a característica mais marcante dos moluscos, a rádula (espécie de lixa).

O lindo Hapalochlaena maculosa exibindo seus anéis de alerta.

Além de todas as atribuições, algumas espécies carregam elementos de defesa que vão além do mimetismo, camuflagem e velocidade. Os polvos da espécie Hapalochlaena maculosa são verdadeiras máquinas de matar carregadas com Tetradotoxina (conhecida como TTX) obtida de uma simbiose com uma bactéria produtora da neurotoxina que mesmo em doses mínimas entre 0,5 e 1 mg podem causar a morte instantânea de um humano adulto. Para se ter idéia, a Tetradotoxina é 500 vezes mais letal que Cianeto de Potássio e uma dose é capaz de matar um búfalo de 1200kg. Apesar de mortal poucos acidentes com humanos foram registrados, pois o polvo é um animal bastante reservado de costumes noturnos, quando habitualmente se esconde na presença de humanos.

A espécie habita a Costa da Austrália, Indonésia, Filipinas e Nova Guiné, cresce entre 12 e 20 centímetros e tem um ciclo de vida relativamente curto de 1 ano e meio brandindo de 50 a 60 anéis de azul intenso como uma forma natural de avisar de seu poder letal. Alimenta-se de pequenos peixes e crustáceos se mostrando um excelente caçador.

Fotógrafo flertando com a morte ao interagir com um Hapalochlaena maculosa.

Estando dentro dos limites do Indo-Pacífico, você já sabe que não deve mexer com essa belíssima criatura, admire-a com respeito, pode ser uma questão de vida ou morte.



Fontes de pesquisa: PBS.ORG, Steve Cichlids, Wikipédia.


Avalie essa notícia:
1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Notícias Relacionadas:



Comente utilizando o Facebook:

1 Comentário »

Deixe o seu comentário!

Adicione o seu comentário abaixo, ou o trackback para o seu site. Você também pode assinar os comentários via RSS.

Seja educado. Se mantenha no tópico. Não seja um Troll.

Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Registre seu Gravatar. Para ter seu Gravatar, se registre na página oficial do Gravatar blog.